sexta-feira, 16 de junho de 2017

mensagem da peça PIRILIPAMPOS


Nós humanos somos na maioria dos casos muito distraídos, desleixados e pouco amigos de reconhecer os nossos erros, assim como prescindir das nossas comodidades... muita inutilidade que não serve para nada,  a não ser para encher os bolsos a alguém, vai-se fabricando um rol de coisas, objetos, materiais que nos causam uma espécie de dependência. Submissamente e alegremente ignoramos o problema que se tem vindo a  agravar, como sendo algo que não nos diz respeito. 
 Saber que temos um espaço a preservar, que nos permite respirar e viver é por fim entendido e a necessidade de regressar à infância e aos gestos e brincadeiras  simples, como o simples facto de nos deslumbrarmos com uma pequena luz, que brilha no escuro, de um pequeno ser que nos lembra a vida que é essencial amar e acarinhar. 
A Terra será implacável para quem não a respeita, pois ela é poderosa e não necessita do homem para sobreviver, ela defende-se,  avança por cima de quem for preciso para se manter plena de vida, mesmo que ferida e diferente. Já nós teremos a  nossa condição de vida ameaçada  ou mesmo destruída. 


Vejam, oiçam e pensem! 








quinta-feira, 15 de junho de 2017

Já foi ! PIRILIPAMPOS!


 Os nossos artistas estavam um pouco nervosos e bloquearam nalgumas falas, só percebi  o que se passou, quando no fim fui surpreendida pela homenagem que tinham preparado para mim. 
 Presentearam-me com um ramo enorme de flores, que tive alguma dificuldade em manter só numa jarra, em minha casa. E umas quadras bem conseguidas, relativas ao trabalho do clube Tecto, no ativo desde 2003. 













A peça correu bem, tirando esses pequenos incidentes. 
 Estiveram particularmente bem:  a nossa aranha, a Sofia, a borboleta sorridente, a Tatiana, a Inês cheia de ritmo e calma. O Gonçalo de sorriso maroto, podia ter falado um pouco mais alto. Os outros todos deram o que conseguiram, com algum nervosismo á mistura.  Todos estão no meu coração e não se esqueçam que não existem preferidos, mas sim, existem alguns que trabalham com um pouco mais de persistência e isso no fim tem de ser reconhecido.




A Inês fez a narração do conto "O primeiro pirilampo do Mundo" de José Eduardo Agualusa 





 

quarta-feira, 7 de junho de 2017

PIRILIPAMPOS.


 PIRILIPAMPOS A CAMINHO! ***********************************************

   CLUBE DE TEATRO
   TECTO      apresenta:


-->
     “PIRILIPAMPOS”

  
4ª feira  dia 14 de junho 2017
11 Horas
 No átrio central da escola

-->
E.B. de Marvila

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Juntos


 O Teatro é um trabalho de equipa, onde cada um tem de cumprir até ao mais pequeno pormenor e onde todos se ajudam. 
 Esqueçam o estrelato fácil.
 Nada se consegue sem perseverança, muita paciência e amor.  
 Juntos conseguimos!

                            
                                                                                       * trabalho de Almada Negreiros

domingo, 14 de maio de 2017

Vencer


 Vencer depois de muito trabalho 
 Parabéns Salvador e Luísa Sobral. Uma canção lindíssima cantada com coração e alma. 


sexta-feira, 12 de maio de 2017

Um ensaio muito bom


 Uma artista grande, o nosso Salvador Sobral no ensaio da sua música no Festival da  Canção da Eurovisão. Uma interpretação fabulosa.